Debate: Drogas!

Meus queridos,

o debate desta semana vai ser sobre Drogas. Quais são seus efeitos? Quais as consequências do uso prolongado? Por que o uso de drogas é proíbido no Brasil e na maior parte do mundo? Por que alguns países liberam o uso de algumas drogas? Quais seriam as consequências da legalização das drogas no país?

Somente com argumentos bem fundamentados é que se pode tomar decisões acertadas e adotar posicionamentos seguros. E, para que possamos responder às perguntas acima, e muitas outras, precisamos de informação.

Abaixo, seguem alguns links que servirão de ponto de partida para nosso debate.

Abraço em todos,

Pedro

 

Para começar, vamos ver o que diz a Lei: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11343.htm (em sala lemos os artigos 28 e 33.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Site que fala sobre os efeitos nocivos das drogas: http://www.antidrogas.com.br/

 

 

 

 

Relatório Brasileiro sobre Drogas – 2010 - Levantamento feito pelo Ministério da Justiça sobe a situação das drogas no Brasil. A quantidade de informações contidas nesse relatório é impressionante. Vale a pena baixar o arquivo nem que seja para dar uma folheada.

Este trabalho é apoiado pelo Fernando Henrique Cardoso, ex-Presidente do Brasil. MUITO interessante: Drogas e Democracia: Rumo a uma mudança de Paradigma, Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia
http://www.drogasedemocracia.org/Arquivos/livro_port_03.pdf

Nosso querido Paulo Vitor, da Asa Sul, sugeriu os seguintes videos, que assisti e gostei, por apresentarem um lado muito importante da questão:

http://www.youtube.com/watch?v=lW_5WkyWlH0 – Reportagem do Programa “A Liga” – Parte 1

http://www.youtube.com/watch?v=WcjkZAPMnag – Reportagem Parte 2

http://www.youtube.com/watch?v=kRj3RvHl6jg – Marcha da Maconha

 

E mais um caminhão de links!  Tenho certeza de que se cada um de vocês pegar um link destes para ler, nosso debate será sensacional. Boa leitura!

Avaliação da Política sobre Drogas dos Estados Unidos
http://www.drogasedemocracia.org/Arquivos/peter_reuter_portugues.pdf

Drogas. Alternativas à “guerra”
http://www.idpc.net/pt-br/publications/drogas-alternativas-a-guerra

“Guerra às drogas mostrou-se ineficiente”, afirma presidente da Fiocruz
http://www.planetaosasco.com/oeste/index.php?/2011051613610/Nosso-pais/guerra-as-drogas-mostrou-se-ineficiente-afirma-presidente-da-fiocruz.html

Inovações Lesislativas em Políticas sobre Drogas
http://comunidadesegura.com.br/pt-br/node/47715

Os maiores massacres promovidos pelo narcotráfico no México
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2011/05/20/os-maiores-massacres-promovidos-pelo-narcotrafico-no-mexico-924507620.asp

Drogas arrastam mulheres para o comando do tráfico
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=973987

A insustentável guerra às drogas
http://www.brasildefato.com.br/node/5269

A Comissão Mundial sobre Política de Drogas, que vai pedir à ONU para acabar com a guerra contra as drogas (em Inglês)
http://www.globalcommissionondrugs.org/Documents.aspx

Estudo de Caso – Preparação para o Juri Simulado

Caríssimos,

peço desculpas pela demora do post. Conforme combinado em sala, a base da nota para o segundo trimestre será uma redação, de 20-30 linhas, a mão ou digitada (fonte Times ou equivalente, tamanho 12, espaçamento entrelinhas em 1,5). Prazo para entrega: terça-feira, dia 2 de agosto. Não receberei redações após essa data. Quem não puder estar presente ou for viajar, envie antes, por email. Qualquer dúvida, escrevam.

Como na redação passada, os critérios de avaliação são:

1. Forma (40%): 1.1 Tamanho (20 a 30 linhas); 1.2 Ortografia; 1.3 Legibilidade; e 1.4 Gramática (concordâncias verbal e nominal, uso correto de tempo verbal, preposições, pontuação, etc.)

2. Conteúdo (60%): 2.1 Adequação ao tema; 2.2 Desenvolvimento e construção do texto; e 2.3 Argumentação

Tema: O caso dos espeleologistas

Um grupo de seis espeleologistas saiu em expedição de mapeamento de uma caverna, com previsão de conclusão em sete dias. No quinto dia da missão, a região da caverna sofreu um abalo sísmico cuja intensidade causou o desmoronamento da rota de saída, impedindo o retorno imediato dos exploradores.

Presos no interior da terra, conseguiram ainda enviar um sinal de socorro, via rádio, à equipe de superfície, que prontamente contatou as autoridades. O trabalho de resgate começou no dia seguinte, e, pelo esforço heróico da equipe de resgate, em 15 dias conseguiram alcançar o grupo de exploradores.

No entanto, a primeira constatação é de que somente cinco indivíduos – cansados e abatidos – saíram vivos da caverna. O sexto explorador falecera alguns dias antes.

Questionados sobre a morte do colega, os sobreviventes informaram que, ao esgotarem os mantimentos, já racionados, e constatando a impossibilidade de sobreviverem sem água ou alimento, tirariam a sorte para decidir qual deles seria sacrificado para dar sobrevida aos demais.

Considerando os fatos narrados acima, e os princípios do Direito Penal Brasileiro que estudamos em aula, escreva uma redação, analisando as seguintes questões:

Houve a prática de crime por parte dos espeleólogos sobreviventes? Em caso afirmativo, indique qual crime(s) foram praticados. Em caso negativo, por quê não? Os sobreviventes devem ser punidos? De que forma? No presente caso, a Lei Penal é justa? Por quê?

Kit anti-homofobia – Enquete

Caríssimos,

gostaria de saber a opinião de vocês sobre o material que compõe o chamado “kit-homofobia”, cuja distribuição foi suspensa ontem. Abaixo, neste blog, vai uma enquete, a qual peço que vocês respondam e peçam para seus colegas respondam também.

Abraço,

Pedro

Os vídeos estão disponíveis neste link.

Dolo e Culpa, Crime e Castigo

Prezados,

Na última aula começamos a estudar o Código Penal, a lei brasileira que determina quais as condutas são consideradas criminosas, as respectivas penas e a forma de punir os condenados.

Um dos principais fatores que é preciso levar em consideração na hora de determinar uma punição é se um ato foi praticado com dolo (segundo o Aurélio: vontade conscientemente dirigida ao fim de obter um resultado criminoso ou de assumir o risco de o produzir) ou culpa (idem: conduta negligente ou imprudente, sem propósito de lesar, mas da qual proveio dano ou ofensa a outrem). Um caso que iremos analisar na próxima aula é o do naufrágio de domingo, no Lago Paranoá.

Nesse, e em outros casos, será possível perceber que o nosso sistema penal é avançado, se comparado com a idade média (vejam só como eram as ordálias!), mas ainda trata somente da punição ao criminoso, e não da compensação às vítimas.

Abraço a todos,

Pedro

Novo Código Florestal

Caríssimos,

gostei muito desta matéria do jornal O Estado de São Paulo, que explica a polêmica na aprovação do novo Código Florestal.

Notas das redações

Caríssimos,

reiterando o que foi dito em sala, os critérios de correção foram os seguintes:

1. Forma: 1.1 Tamanho (20 a 30 linhas); 1.2 Ortografia; 1.3 Legibilidade; e  1.4 Gramática (concordâncias verbal e nominal, uso correto de tempo verbal, preposições, pontuação, etc.)

2. Conteúdo: 2.1 Adequação ao tema; 2.2 Desenvolvimento e construção do texto; e 2.3 Argumentação

Se alguém discordar da nota, apresente recurso* na próxima aula que analisarei com carinho cada situação.

(* Pode ser ao final da própria redação, apresentando os argumentos pelos quais o trabalho apresentado merece nota maior.)

Abraço a todos e parabéns aos alunos que apresentaram as melhores redações (cada um ganhou uma “incrível” edição da Constituição de 1988)!

Pedro

Prêmios!

Caros alunos,

por ocasião da entrega das redações, e para comemorar o final do trimestre, vou distribuir prêmios para os autores das seguintes redações:

  • i. com as maiores notas (da Asa Sul e do Sudoeste); e
  • ii. com o tema e abordagem mais peculiar.

O resultado sai na quarta que vem, no dia seguinte à entrega das redações.
Abraço,

Pedro

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.